Buscar
  • Pelos Caminhos do RS

Porto Alegre: Prefeitura requisita leitos do hospital Beneficência Portuguesa


A partir da quinta-feira, 25 de fevereiro, o hospital (FOTO) disponibilizará 10 leitos de UTI e 40 leitos clínicos.


O prefeito Sebastião Melo assinou na terça-feira, 23 de fevereiro, a requisição administrativa que permite integrar o Hospital Beneficência Portuguesa à rede de atendimento SUS da Capital.


As tratativas vinham sendo intensificadas diante da urgência de ampliar a oferta de leitos devido ao aumento de internações por Covid-19.

A ação está prevista na Constituição Federal (Lei nº 8.080), de 19 de setembro de 1990.

Para atendimento de necessidades coletivas, urgentes e transitórias, como a pandemia, a autoridade pode requisitar bens e serviços.

“Estamos fazendo todos os esforços para abrir leitos de forma ágil e trazer recursos para a saúde em Porto Alegre”, afirmou o prefeito Sebastião Melo, que está em Brasília em audiência com o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello.

A partir da quinta-feira, 25 de fevereiro, o hospital disponibilizará 10 leitos de UTI e 40 leitos clínicos.

A secretaria Municipal de Saúde realizou vistorias técnicas para avaliar a estrutura do local e viabilizar a liberação dos leitos.

“É um acréscimo fundamental para a rede de saúde de Porto Alegre neste momento tão crítico. Estamos avaliando ainda outras instituições hospitalares que podem reforçar ainda mais nossa capacidade de atendimento”, salienta o secretário de Saúde Mauro Sparta.

Na semana passada, a prefeitura já havia ampliado o número de leitos com a contratualização do Hospital Porto Alegre, com 10 leitos de UTI e 70 clínicos.

Nos próximos dias, técnicos concluem relatório sobre o Hospital Parque Belém, para que o município avalie a reabertura da instituição.


FOTO: LEONARDO CARDOSO| CÂMARA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE.

TEXTO: RICARDO AZEREDO | EDIÇÃO: RUI FELTEN |

PPREFEITURA DE PORTO ALEGRE.