top of page
Buscar
  • Foto do escritorPelos Caminhos do RS

Porto Alegre: Museu Joaquim Felizardo prorroga exposições

FOTO: COMUNICAÇÃO PREFEITURA DE PORTO ALEGRE

O Museu de Porto Alegre Joaquim Felizardo (rua João Alfredo, 582 - Cidade Baixa) prorrogou as exposições Patrimônio Imaterial: As Lendas Urbanas de Porto Alegre e Porto Alegre Toponímica.


As mostras permanecem em cartaz por tempo indeterminado.


A visitação é gratuita, de segunda-feira, das 13h30 às 17h30 e de terça a sexta-feira, das 9h às 12h e das 13h30 às 17h30. Lendas urbanas - A exposição Patrimônio Imaterial: As Lendas Urbanas de Porto Alegre traz histórias que povoam o imaginário dos moradores, consideradas parte do Patrimônio Cultural Imaterial da cidade.


As Torres malditas, Lágrimas de Obirici, Crimes da Rua do Arvoredo e Maria Degolada são algumas dessas histórias recolhidas, em 2014, pela pesquisadora Marli Rejani D’Ávila Pereira, que elaborou um inventário com o registro das lendas tradicionais de Porto Alegre.


A ilustradora e arquiteta Mari Froner transformou os relatos em desenhos, reforçando o seu aspecto lúdico, ao mesmo tempo em que os localiza nos diferentes espaços da cidade.


A exposição traz, ainda, objetos e fotografias do acervo do museu que remetem aos personagens da época e aos locais onde as histórias surgiram.


São cerâmicas indígenas do acervo arqueológico, provenientes dos primeiros moradores da região; roupas e acessórios usados no século 19; moedas e arreios que lembram aqueles encontrados na casa da rua do Arvoredo são formas de recriar o universo onde os relatos se inserem.


A exposição tem mediação inclusiva para receber pessoas com deficiência visual, contando com audiodescrição e materiais táteis.


Nomes das ruas da cidade - A exposição Porto Alegre Toponímica conta como lugares, como a Praça do Alto da Bronze e a Rua da Praia, tiveram seus nomes alterados no final do século 19, mas perduram na memória afetiva da cidade até hoje.


Para investigar esses processos de designação e suas marcas no imaginário local, o artista visual Diego Passos se utiliza da toponímia – estudo da origem do nome dos lugares.


Assim como a rua é um espaço de trânsito, de encontro e de convivência, a exposição traz uma experiência de percurso e parada.


As placas expostas resgatam a história de alguns nomes populares de caminhos, estradas, ruas, avenidas, becos e praças antigas da cidade, e estão suspensas no teto em uma das salas do solar, construção de fins da década dos anos 1840, de forma a interagir com o trajeto do visitante no museu.


Além das dez placas com topônimos antigos (e poéticos) da cidade, como Rua da Margem, Beco dos Guaranis e Rua da Ladeira apresentadas no espaço expositivo, é exibido o vídeo 100 Ruas de Porto Alegre (com audiodescrição) e o livro que registra as placas esmaltadas de estilo art déco da primeira metade do século 20, com breves informações sobre o logradouro e a pessoa ou referência que dá nome à via.


A mostra exibe também vestígios de cerâmica guarani e africana do acervo arqueológico do museu, bem como faianças encontradas no sítio da Praça da Harmonia, uma das primeiras da cidade, renomeada de Praça Brigadeiro Sampaio e atualmente também conhecida como Praça do Tambor.


A exposição tem mediação inclusiva para receber pessoas com deficiência visual, contando com audiodescrição e materiais táteis.


Exposições

Patrimônio Imaterial: As Lendas Urbanas de Porto Alegre Porto Alegre Toponímica Museu de Porto Alegre Joaquim Felizardo: Rua João Alfredo, 582 - Cidade Baixa Visitação: segunda-feira, das 13h30 às 17h30 e de terça a sexta-feira, das 9h às 12h e das 13h30 às 17h30. Entrada franca.


____________________________________ NOTÍCIAS DA "TERRA DO TCHÊ"? ACESSE: www.peloscaminhosdoriogrande.com.br NOTÍCIAS SOBRE GRAMADO? ACESSE: www.cidadedegramadoonline.com.br CONTATO/WHATSAPP: 51. 9. 9855. 0051 ____________________________________


Comentarios


bottom of page