Buscar
  • Pelos Caminhos do RS

Pisa da uva marca simbolicamente o início da colheita em Guaporé


Município possui cerca de 70 produtores que, a cada safra, colhem aproximadamente cinco milhões de quilos de uva em 270 hectares de parreirais. (FOTOS E TEXTO: COMUNICAÇÃO PREFEITURA DE GUAPORÉ)



Ao som de “El vin l'è bon, l'è un bel bicer, ze meio na serva che un cavalier”, cantado à capela por cerca de 70 pessoas, o prefeito de Guaporé Valdir Carlos Fabris, o vereador Jonas Agosti, o presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais (STR) Fernando Marcolin e o jovem produtor Rafael Marcolin, resgataram uma das mais tradicionais e antigas artes da produção de vinho: a pisa da uva.


O ato simbólico, realizado nas dependências da Vinícola Scalco (FOTO) – Linha Félix da Cunha, marcou oficialmente o início da colheita da safra da uva no município.


O evento, denominado “Abertura Municipal da Colheita da Safra da Uva” – organizado pela secretaria de Agricultura, em conjunto com a secretaria de Turismo, Cultura e Esporte na terça-feira, dia 28 de dezembro, reuniu autoridades estaduais, regionais e municipais, lideranças rurais, agricultores e futuros investidores da fruta que, além do servir como alimento (in natura e beneficiada), é uma das mais ricas fomentadoras do chamado “turismo rural”.


O encontro marcou-se por manifestações dos deputados federal Heitor Schuch (PSB) e estadual Elton Weber (PSB), do vice-presidente da Federação dos Trabalhadores na Agricultura no Rio Grande do Sul (Fetag/RS) Eugênio Zanetti, de lideranças locais e uma conversa técnica com o presidente do STR de Bento Gonçalves e presidente da Comissão Interestadual da Uva Cedenir Postal.


Os secretários anfitriões Edelvan Balbinotti (Agricultura) e Odacir Toldi (Turismo) afirmaram que a “Abertura Municipal da Colheita da Safra da Uva”, apesar de ser um evento simbólico, marca um novo tempo: o de maior valorização do produtor rural.


“Compreendemos a importância que a agricultura tem, em especial a familiar, para a economia do município. Nosso Governo está investindo e contribuindo com o crescimento das propriedades rurais. Os números são a prova de que, com bons projetos e valorizando as pessoas, nós podemos mais no setor. Crescemos de 12% para cerca de 30% e vamos avançar mais, principalmente pela visão de muitos produtores que estão investindo no turismo”, disseram.


Guaporé, com seus 270 hectares de área plantada e produção por safra de aproximadamente cinco milhões de quilos, tem uma crescente participação na região, contando com cerca de 70 famílias produtoras – correspondendo a 10% das propriedades.


A uva do vinho, dos sucos, das geleias, dos doces, dos produtos da indústria cosmética. A uva de mesa, a uva nossa de cada dia.



“A produção de uva, apesar de não ser a de maior área plantada no município, tem um significado muito importante na vida das nossas famílias do interior. Nós, como Administração Municipal, valorizamos os produtores e sabemos do esforço, da dedicação que colocam a cada safra. A esperança os move. Cabe a nós, contribuir com políticas púbicas que possam fazê-los diversificar a economia nas propriedades e desenvolver cada vez mais o setor primário. Consequentemente melhora a renda familiar, gera qualidade de vida e contribui para que possamos realizar novas ações e serviços”, afirmou o prefeito Valdir Fabris (FOTO).


Após a pisa da uva, que marcou oficialmente e simbolicamente o início da colheita, todos os presentes foram convidados a confraternizar com produtos do setor primário guaporense.


No cardápio: salgados, doces, vinho, suco, espumante, pão, entre outras delícias.

_____________________________


MAIS NOTÍCIAS SOBRE TURISMO, CULTURA, NEGÓCIOS E SERVIÇOS DO RIO GRANDE DO SUL?


ACESSE: www.peloscaminhosdoriogrande.com.br/noticias

CONTATO/WHATSAPP: 51. 9. 9855. 0051

____________________________