Buscar
  • Pelos Caminhos do RS

Físico e digital também no Natal


Por: *Abdon Barretto Filho – Economista e Mestre em Comunicação Social | contato@abdonbarrettofilho.com.br


Os avanços tecnológicos permitem, também, aproximar pessoas distantes e distanciar pessoas próximas.


Será?


Conheço pessoas que fazem comunicações instantâneas com outras pessoas que estão a poucos metros de distância. Algumas mensagens são importantes, outras nem sempre.


Em alguns casos, existem perdas de tempo e dinheiro nas trocas de mensagens.

Segundo várias pesquisas, os brasileiros gostam muito de enviarem e receberem mensagens digitais nos celulares.


Alguns preferem a comunicação digital com a série dos seus contatos e ignoram a importância do relacionamento físico pessoal.


Outros sabem que devem controlar os excessos da linguagem digital. Observa-se também que nas comunicações profissionais existem equívocos sobre postagens e reportagens.


Pode-se encontrar muitas postagens e raras reportagens sobre determinados temas e organizações, demonstrando em alguns casos, falta de preparação técnica dos emissores de textos, áudios e vídeos.


Na realidade, todos podem produzir comunicações para seus públicos e receber retornos.


Cada vez mais a sociedade organizada acompanha e questiona as postagens inconsequentes.


Com a maturidade digital e a responsabilidade de cada usuário, principalmente nas participações das redes sociais, existe uma perspectiva que os avanços tecnológicos principalmente nos meios de comunicação possam ser úteis às pessoas, afastando a irresponsabilidades das notícias falsas e/ou campanhas difamatórias.


No caso das mensagens, postagens e reportagens sobre os festejos do final do ano, convém destacar que os encontros presenciais e as reuniões podem ter grandes significados nos relacionamentos humanos.


Trocas de mensagens digitais em textos e vídeos são importantes para pessoas distantes.


Entretanto, com as pessoas próximas, deve-se confirmar seus encontros pessoais e físicos.


Visite e divida alguns momentos com elas.


Gente gosta de gente. Pessoas normais gostam dos convívios sociais.


Encontrar, conversar, celebrar, amar, entre outros verbos, são integrantes da existência humana.


É óbvio que ainda existem ameaças das variantes do Covid 19.


Mas, as viagens estão aumentando e os eventos estão sendo retomados.


A vida continua.


As esperanças de dias melhores existem.


Convém salientar que nos relacionamentos humanos, nada substitui as presenças físicas, olhando nos olhos e abraçando ou deixando-se abraçar pelas pessoas que se gosta.


Será?


Respeitam-se todas as opiniões contrárias.


São reflexões.


Podem ser úteis.


Pensem nisso.


Boas festas!


__________________________

*Textos e podcasts em:

www.peloscaminhosdoriogrande.com.br

www.cidadedegramadoonline.com.br

www.abdonbarrettofilho.com.br

____________________________

NOTÍCIAS SOBRE TURISMO, CULTURA, NEGÓCIOS E SERVIÇOS DO RIO GRANDE DO SUL?

ACESSE: www.peloscaminhosdoriogrande.com.br/noticias

CONTATO/WHATSAPP: 51. 9. 9855. 0051

____________________________