Buscar
  • Pelos Caminhos do RS

Eleições 2020: vice-PGE defende manutenção de normas vigentes como garantia do Estado de Direito


Para Renato Brill de Góes (FOTO), não se pode alterar leis e medidas judiciais vigentes, em função da situação transitória da pandemia da Covid-19.


Em resposta a diversos questionamentos enviados à Procuradoria-Geral Eleitoral (PGE), o vice-procurador-geral Eleitoral, Renato Brill de Góes, defendeu a manutenção das normas eleitorais vigentes.


Segundo ele, nos últimos dias, a sociedade brasileira tem observado diversas iniciativas de entidades públicas, privadas e agentes políticos no sentido de flexibilizar e alterar leis nacionais e medidas judiciais vigentes, em virtude da situação transitória da pandemia do novo coronavírus (covid-19).


“Em momentos de crise e de vulnerabilidade, como o que ora se apresenta, é necessário zelar mais do que nunca pela segurança jurídica, princípio fundamental da ordem jurídica estatal, responsável pela estabilidade das relações jurídicas, econômicas e sociais, e pela não deterioração dos Poderes ou instituições”, afirma Góes.


O vice-PGE aponta que a segurança jurídica é pressuposto do próprio Estado de Direito. “Pretender mudanças das regras do processo eleitoral com o 'jogo' já em andamento é, no mínimo, inconstitucional, dado o princípio da anterioridade, esculpido no artigo 16 da Constituição da República”. De acordo com Góes, não se pode aceitar que demandas e processos legislativos antigos e que não prosperaram, sejam agora utilizados pelos interessados visando suas implementações casuísticas, sob o sofisma de adequações necessárias ao cenário da pandemia.


Renato Góes explica que a adoção constitucional do princípio da anterioridade ou anualidade eleitoral não foi ao acaso, mas tem por fundamento a segurança jurídica, princípio caro à sociedade. “Assim, é inaceitável, neste cenário, qualquer tipo de oportunismo, de quem quer que seja, ou sob qualquer pretexto, para se enfraquecer o Estado Democrático de Direito, o qual pressupõe a observância da Constituição Federal e da legislação em vigor”, conclui.


FOTO E TEXTO: SECRETARIA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL | PROCURADORIA GERAL DA REPÚBLICA | PGR. (PUBLICAÇÃO EM 31.03.2020 | 18:56).

SOBRE "PELOS CAMINHOS
DO RIO GRANDE" 

REDES SOCIAIS

INSCREVA-SE

Espaço dedicado a Turismo, Saúde, Cultura, Negócios e Serviços.

O site objetiva informar e trazer assuntos relevantes, além de trazer tudo sobre o programa de rádio de mesmo nome, veiculado na Bandeirantes RS (AM 640 e FM 94,9), todos os sábados, das 10h:30min, às 11h:30min.*Temporariamente suspenso.

  • Facebook
  • YouTube

Fone (WhatsApp): 51 9 9855 0051

E-mail: redacao@peloscaminhosdoriogrande.com.br

 

Se inscreva para saber todas as novidades, promoções e notícias relevantes relacionadas a turismo, cultura, negócios e serviços. 

CDRG-Logo-Vertical-SemFundo-Sit_rodape_b

© 2020 Pelos Caminhos do Rio Grande