Buscar
  • Caminhos do Rio Grande

Chegada do verão favorece o turismo náutico no Guaíba


Média mensal de passageiros nas embarcações autorizadas cresceu 62,95%. 


Com a chegada oficial do verão no domingo, 22 de dezembro, começou a alta temporada do turismo náutico em Porto Alegre. É o momento em que cresce o movimento de moradores e visitantes da Capital nos passeios pelo Guaíba. E os números mostram que a atração faz sucesso: de 2018 para 2019, a média mensal de passageiros nas cinco embarcações autorizadas pela prefeitura cresceu de 7.942 para 12.942 – um aumento de 62,95%.


O crescimento se deve à revitalização da Orla Moacyr Scliar e à ampliação no número de embarcações habilitadas para os passeios – até o ano passado apenas três tinham autorização para o serviço.


Segundo a Brigada Militar, a Orla chega a receber 50 mil visitantes nos finais de semana com tempo bom. 


Assim, mês a mês, a movimentação de turistas no sistema náutico da Capital vem melhorando na comparação com 2018. 


O destaque de 2019 foi o mês de março, com um expressivo crescimento de 358,46% em relação ao mesmo mês de 2018.


Desde julho, o atracadouro conta com uma bilheteria específica, onde os passageiros podem adquirir ingressos com mais facilidade e conforto para qualquer uma das embarcações disponíveis. Gerente de uma das empresas, Alexandre Ávila elogia a estrutura. “Trabalho com turismo náutico em Porto Alegre há 27 anos e nunca foi tão bom como nos últimos dois. Além das melhorias na Orla, temos mais segurança. Antes, a bilheteria era precária”, conta. 

Como é o passeio pelo Guaíba - Cinco embarcações colocam o turista em contato direto com a natureza de Porto Alegre. Da Orla, o público percorre o Guaíba por uma hora, passando pelas Ilhas do Delta do Jacuí ou sentido Zona Sul. O passeio custa entre R$ 20 e R$ 110, com saídas diariamente.


_________________________________________________________________________________________ 

TEXTO: ANDREAS MÜLLER | EDIÇÃO: ANDREA BRASIL| IMPRENSA  PMPA.

FOTO: BARCO CISNE BRANCO | DIVULGAÇÃO.